GUERRA DO PARAGUAI – 150 ANOS

A Guerra do Paraguai, o maior conflito armado ocorrido na América do Sul, é um tema recorrente em provas de vestibular e no Exame Nacional do Ensino Médio. O Enem 2014, realizado em novembro, teve uma questão relativa ao tema na prova de ciências humanas. Os 150 anos do início da guerra não deve mudar a rotina dos vestibulandos no próximo ano. Professores ouvidos pelo G1 dizem que o tema já é muito cobrado nas provas por sua importância histórica, e o aniversário, marcado neste mês de dezembro, será apenas mais um diferencial.

“Nos últimos três anos apareceram nas provas de universidades públicas seis questões dissertativas e nove de múltipla escolha sobre a Guerra do Paraguai”, diz um dos professores ouvidos na entrevista.

Para outro professor, o tema permite uma relação com os dias atuais como a abordagem do papel do Mercosul e do Exército. “Independente do aniversário é importante lançar o olhar sobre o assunto porque traz desdobramentos para aquele período e para o mundo contemporâneo, como por exemplo, a inserção do Brasil dentro dos países do Cone Sul.”

Um deles afirma que como a data dos 150 anos do início do conflito vai ocorrer neste ano, o gancho do aniversário não serve de grande chamariz para as provas de 2015. “Mas este é um tema que sempre cai, independente de ter uma data.”

Interpretações diferentes
A Guerra do Paraguai possui duas interpretações: a mais tradicional, dos historiadores dos anos 70 que defende que a versão de uma guerra imperialista provocada pela Inglaterra, e uma nova versão que defende que a Inglaterra não teve a participação direta nos interesses do conflito.

“O vestibular não cobra qual das duas versões são corretas, porque a verdade histórica é uma questão de ponto de vista e não se cobra isso do aluno”, afirma o professor. Segundo ele, o que pode aparecer em questões são associações com temas da atualidade, além de outras abordagens, como o a discussão sobre o ponto de vista do negros que “já caiu várias vezes”.

Um dos professores entrevistados lembra que nos últimos anos foram mudando a interpretação sobre a guerra. “Por muito tempo se colocou a guerra na conta da agressão do Paraguai, ou num suposto interesse megalomaníaco do líder paraguaio Solano Lopez, ou no interesse dos ingleses. Hoje a interpretação histórica mais aceita é que o Brasil estava aumentando a interferência na América do Sul e ganhando influência no Uruguai e Argentina. Na visão de hoje, o agressor é muito mais o Brasil do que o próprio Paraguai.”

Adaptado – Fonte: G1

 

Calendário

janeiro, 2019

Ordenar Opções

dom

seg

ter

qua

qui

sex

sab

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Sem eventos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Pela primeira vez, Sisu tem queda no total de vagas oferecidas
Pela primeira vez, Sisu tem queda no total de vagas oferecidas.

Edição do primeiro semestre de 2019 terá 235.476 vagas, número 1,7% menor que a do ano anterior; desde o lançamento do Sisu, em 2010, crescimento foi contínuo. A edição do primeiro semestre de 2019 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ter um número menor de vagas do que a do ano anterior. Apesar da […] [mais]

Cai a concorrência de medicina – ainda curso mais disputado da Fuvest
Cai a concorrência de medicina – ainda curso mais disputado da Fuvest.

A Fuvest, fundação responsável pelo vestibular da USP (Universidade de São Paulo), divulgou nesta sexta-feira (16) a relação de candidatos por vaga para o vestibular 2019. As três carreiras mais concorridas, repetindo os anos anteriores, são de medicina nos campi de São Paulo (115,2), Ribeirão Preto (108,7) e Bauru (86,9), respectivamente. No entanto, foi observada […] [mais]

Novembro: Mês da Conscientização do Câncer de Próstata
Novembro: Mês da Conscientização do Câncer de Próstata.

O câncer de próstata é o tipo de câncer mais comum entre os homens. A próstata é uma glândula que está localizada na base da bexiga, na frente do reto. É normal haver um aumento natural da próstata à medida que os homens envelhecem. Contudo, o câncer de próstata é causado com um aumento desproporcional […] [mais]