ONU quer erradicar a Aids até 2030

O mundo alcançou seu sexto Objetivo do Milênio em 2015, o de ter detido e reduzido a propagação da vírus da Aids, e agora será fixada outra meta mais ambiciosa para os próximos 15 anos: erradicar o vírus em 2030.

Segundo o relatório da agência das Nações Unidas contra a Aids (Unaids) intitulado: “Como a Aids mudou tudo”, que compila as conquistas e fixa as prioridades para a luta contra o vírus do HIV nos próximos anos, “a epidemia se deteve”.

Em 2014, 84 países, que representam 83% de toda a população que vive com HIV (37 milhões em nível mundial), pararam o avanço ou detiveram a epidemia, incluindo alguns dos países mais afetados, como Índia, Quênia, Moçambique, África do Sul e Zimbábue.

“Um novo objetivo está agora perante nós: pôr fim à epidemia da Aids em 2030”, declarou o chefe das Nações Unidas, que nesta terça-feira apresentará em Adis-Abeba o balanço e os desafios da luta mundial contra a doença.

Entre as conquistas alcançadas nesta etapa destaca-se a redução das novas infecções por HIV em 35%, ao passar de 3,1 milhões de contágios em 2001 a dois em 2014, e das mortes relacionadas com a Aids, que caíram 41%.

Os novos casos caíram especialmente entre as crianças, até 58%, e que em breve deixarão de contrair a doença, sustenta o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

A epidemia se deteve em 22 países, e caiu 20% em 62 Estados, embora tenha aumentado 20% em outros 56.

A incidência da Aids entre os jovens caiu 37%, enquanto 73% das mulheres grávidas soropositivos recebem tratamento para não infectar seus filhos, rede de transmissão que Cuba foi o primeiro país a eliminar.

Enquanto no ano 2000 menos de 700 mil pessoas recebiam tratamento contra a Aids, hoje em dia, cerca de 15 milhões de pessoas têm acesso a retrovirais.

Precisamente, outra conquista deste Objetivo do Milênio foi a redução do preço destes remédios, que passaram de US$ 10 mil por ano em 2000 a menos de US$ 100 uma década depois.

Além disso, foi possível estabilizar o número de crianças órfãs por causa da Aids em cerca de 14 milhões, número que teria alcançado os 22 milhões sem a expansão dos retrovirais.

“Graças à resiliência e o grande sentido da comunidade na África, 95% das crianças órfãs são cuidadas por parentes ou vizinhos”, acrescenta o relatório.

Todos os países do continente, que continua sendo o de maior prevalência do vírus com 25,8 milhões de soropositivos (70% de todos os doentes do mundo), deram prioridade à luta contra a Aids em suas políticas públicas.

Embora 80% dos doentes se concentrem em 20 países, a epidemia mantém dimensões globais e afeta principalmente os homens que praticam sexo com outros homens (330 mil novos casos em 2013), que injetam drogas (110 mil) e que exercem a prostituição (70 mil).

No relatório, a ONU esboça as prioridades que deveriam levar à extinção do HIV, que matou 39 milhões de pessoas durante sua história e 1,2 milhão em 2014.

Para conseguir a erradicação em 2030, será necessário alcançar o “95%95%95%”: que 95% dos soropositivos conheçam sua condição, que 95% deles recebam tratamento, e que 95% dos mesmos suprimam sua carga viral.

Aumentar os programas de prevenção, mobilizar os doentes, eliminar a transmissão do HIV de mãe para filho, educar e fomentar a independência econômica de mulheres e adolescentes, terminar com a discriminação com os soropositivos e avançar na pesquisa médica são grandes passos que poderiam levar à extinção da Aids nos próximos 15 anos.

SEMI DE AGOSTO NO ANGLO GUARULHOS

Inscreva-se para o nosso Concurso de Bolsas e faça parte da nossa última turma de 2015!

concurso de bolsas anglo

 

 

Calendário

julho, 2019

Ordenar Opções

dom

seg

ter

qua

qui

sex

sab

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

qui11jul - 1agojul 1114:30ago 1PROVA DE BOLSA 01 de Agosto14:30 - (agosto 1) 18:40 Rua Condessa Amália nº 146Anglo Guarulhos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Fies: MEC divulga regras para financiamento estudantil do segundo semestre de 2019
Fies: MEC divulga regras para financiamento estudantil do segundo semestre de 2019.

Prazo de inscrição vai de 25 de junho a 1° de julho; resultado com a pré-seleção sai no dia 9 de julho. O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta sexta (31) as regras para o Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019. Os interessados em solicitar a ajuda devem se inscrever no site do […] [mais]

Fies do segundo semestre de 2019 abre inscrições nesta terça
Fies do segundo semestre de 2019 abre inscrições nesta terça.

Serão oferecidos 150 mil contratos, dos quais 50 mil terão juro zero, de acordo com o Ministério da Educação.   Começa nesta terça-feira (25) o período de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019. O programa oferece financiamento para estudantes pagarem cursos de graduação em universidades privadas. O prazo para se […] [mais]

Sisu do 2º semestre abre as inscrições para selecionar estudantes para 59 mil vagas
Sisu do 2º semestre abre as inscrições para selecionar estudantes para 59 mil vagas.

De acordo com o Ministério da Educação, este é o maior número de vagas ofertado para o segundo semestre desde a criação do programa. Sistema usa notas do Enem para selecionar alunos que estudarão em universidades públicas.     O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o segundo semestre de 2019 abriu as inscrições para […] [mais]