Sexta extinção em massa já começou, alertam cientistas

Um novo estudo alerta: a Terra já entrou em sua sexta extinção de massa, e temos muito pouco tempo para tentar evitar consequências dramáticas.

Em estimativas conservadoras, a taxa de desaparecimento de vertebrados — mamíferos, répteis, aves, anfíbios e peixes — está 114 vezes mais rápida que o normal, segundo a pesquisa, realizada por três das mais prestigiadas universidades do mundo: Stanford, Princeton e a University of California-Berkeley.

Se não fosse por nós, as espécies vertebradas extintas no último século demorariam entre 800 e 10 mil anos para desaparecer, estimando por baixo.

“Nossa sociedade global começou a destruir espécies de outros organismos em taxas aceleradas, dando início a um episódio de extinção de massa sem paralelos em 65 milhões de anos”, dizem os pesquisadores.

A culpa é nossa

A última extinção em massa de animais aconteceu há 65 milhões de anos, quando os dinossauros foram varridos do planeta em que vivemos.

Mas dessa vez, nem precisou de meteoro: a culpa é nossa. Pesca predatória, desmatamento, espécies invasivas introduzidas pela ação humana, o dióxido de carbono que faz os oceanos ficarem ácidos e a temperatura subir… Tudo isso é obra humana.

A ironia é que nós próprios estamos entre as espécies mais ameaçadas. O estudo aponta que os efeitos dessa extinção podem impactar muito a nossa presença na Terra.

Benefícios da biodiversidade, como a polinização e a purificação da água, podem desaparecer em três gerações, colocando a espécie humana em risco.

“Nosso ambiente é como um muro de tijolos. Podemos tirar vários tijolos que o muro continuará de pé, mas chegará um momento em que a retirada de um único tijolo o fará desmoronar”, compara Gerardo Caballos, co-autor do estudo.

FONTE

Calendário

janeiro, 2019

Ordenar Opções

dom

seg

ter

qua

qui

sex

sab

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Sem eventos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Pela primeira vez, Sisu tem queda no total de vagas oferecidas
Pela primeira vez, Sisu tem queda no total de vagas oferecidas.

Edição do primeiro semestre de 2019 terá 235.476 vagas, número 1,7% menor que a do ano anterior; desde o lançamento do Sisu, em 2010, crescimento foi contínuo. A edição do primeiro semestre de 2019 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ter um número menor de vagas do que a do ano anterior. Apesar da […] [mais]

Cai a concorrência de medicina – ainda curso mais disputado da Fuvest
Cai a concorrência de medicina – ainda curso mais disputado da Fuvest.

A Fuvest, fundação responsável pelo vestibular da USP (Universidade de São Paulo), divulgou nesta sexta-feira (16) a relação de candidatos por vaga para o vestibular 2019. As três carreiras mais concorridas, repetindo os anos anteriores, são de medicina nos campi de São Paulo (115,2), Ribeirão Preto (108,7) e Bauru (86,9), respectivamente. No entanto, foi observada […] [mais]

Novembro: Mês da Conscientização do Câncer de Próstata
Novembro: Mês da Conscientização do Câncer de Próstata.

O câncer de próstata é o tipo de câncer mais comum entre os homens. A próstata é uma glândula que está localizada na base da bexiga, na frente do reto. É normal haver um aumento natural da próstata à medida que os homens envelhecem. Contudo, o câncer de próstata é causado com um aumento desproporcional […] [mais]