Suprema Corte dos EUA libera o casamento gay em todo o país

27/06/2015 – 11:13

Em uma decisão histórica, a Suprema Corte dos EUA derrubou nesta sexta-feira (26) vetos estaduais ao casamento gay, na prática legalizando a união entre pessoas do mesmo sexo para o todo o território americano. A decisão foi tomada por 5 votos a favor e quatro contra.

“O casamento é um direito fundamental e casais do mesmo sexo não podem ser privados deste direito”, escreveu o juiz Anthony Kennedy, no voto da maioria.

EUA libera o casamento gay em todo o país

Em um pronunciamento, o presidente Barack Obama afirmou que a decisão é uma “vitória para a América”. “Não importa quem você é ou quem você ama, América é um lugar onde você pode escrever seu próprio destino”, declarou.

Nos arredores do edifício da Corte em Washington, uma multidão celebrou a decisão com gritos e ondeando a bandeira do arco-íris, símbolo universal dos direitos homossexuais.

Dois anos depois de ter decretado que o casamento não era exclusivo dos casais heterossexuais, a Corte julgou que os 14 Estados que atualmente se negam a unir duas pessoas do mesmo sexo devem agora casá-las e também reconhecer seu casamento se ele foi celebrado em outra jurisdição.

Em nome do princípio de igualdade de todos perante a lei, “a 14ª Emenda (da Constituição) requer que um Estado celebre o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo”, escreveu o juiz Kennedy. O magistrado conservador uniu seu voto ao de quatro magistrados progressistas do tribunal para permitir que gays e lésbicas possam se casar em todos os cantos dos Estados Unidos. O presidente da Corte, John Roberts, se opôs à decisão, assim como os outros três juízes conservadores. A medida, porém, não entrará em vigor imediatamente porque a Suprema Corte concede ao litigante que perdeu o caso aproximadamente três semanas para solicitar uma reconsideração. (Com agências internacionais)

FONTE

Para comemorar a decisão, o Facebook liberou nesta sexta uma ferramenta que coloca as cores da bandeira da causa gay na foto de perfil da rede social. Os usuários que quiserem demonstrar apoio à decisão da Justiça dos Estados Unidos devem acessar o Facebook e entrar nesta páginafacebook.com/celebratepride. Após isso, aparecerá uma caixa de diálogo perguntando se a pessoa quer estilizar sua foto do perfil ou não. Por volta das 15h20, a funcionalidade passou a ter instabilidade: muitos usuários passaram a reclamar que não conseguiam colocar as cores da bandeira no perfil. O Google também fez uma ação parecida. Para comemorar o casamento gay nos Estados Unidos, a gigante das buscas estiliza o logotipo da empresa após o usuário fazer uma pesquisa por termos como “gay marriage” (casamento gay), “same-sex marriage” (casamento entre pessoas do mesmo sexo) e “Supreme Court gay marriage” (Suprema corte casamento gay).  

FONTE

Nós do Anglo Guarulhos também aderimos a causa. Não só porque os EUA liberaram o casamento gay em todo o país, mas porque acreditamos no amor em todas as suas formas <3

 

 

 

Calendário

janeiro, 2019

Ordenar Opções

dom

seg

ter

qua

qui

sex

sab

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Sem eventos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Enem 2018: resultado é divulgado pelo Inep; veja como consultar a nota
Enem 2018: resultado é divulgado pelo Inep; veja como consultar a nota.

Resultado dos treineiros só será divulgado no dia 18 de março. As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 foram divulgadas na manhã desta sexta-feira (18). Para acessar, os candidatos que fizeram o exame devem entrar na Página do Participante (https://enem.inep.gov.br/), incluir o CPF e a senha cadastrada. A nota do Enem só […] [mais]

Sobe para 37 o total de universidades que aceitam notas do Enem em Portugal
Sobe para 37 o total de universidades que aceitam notas do Enem em Portugal.

Inep assinou novo convênio com a Universidade Europeia de Lisboa. A Universidade Europeia de Lisboa será a 37ª instituição de ensino superior de Portugal que vai aceitar o uso da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na seleção de alunos brasileiros. O novo convênio com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) foi […] [mais]

Ministério da Educação define regras para o Fies do primeiro semestre de 2019
Ministério da Educação define regras para o Fies do primeiro semestre de 2019.

Inscrições de 5 a 12 de fevereiro de 2019 O Fies é um programa de financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. A portaria mantém as regras sobre quem poderá participar do financiamento: Quem tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, tenha nota igual ou maior […] [mais]