Uerj adia prova do vestibular marcada para setembro por conta da crise

Crise levou a uma paralisação dos professores que já dura cinco meses

Crise levou a uma paralisação dos professores que já dura cinco meses Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

A crise enfrentada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), que é considerada a maior de sua história, acabou levando a uma decisão inédita: o adiamento do seu vestibular. Com isso, a prova do segundo exame de qualificação marcado inicialmente para o dia 11 de setembro deve ser aplicada somente em outubro.

O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, pelo Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão, atendendo a um pedido feito pela Associação dos Docentes da Uerj (Asduerj), que comanda uma greve iniciada em março. O processo seletivo para ingresso de novos alunos em 2017 teve início em 12 de junho, quando foi realizado o primeiro exame de qualificação da universidade. Cerca de 80 mil estudantes disputam as 5.700 vagas disponíveis.

Às vésperas da aplicação da primeira prova, o reitor Ruy Garcia Marques se queixava de que a dívida já somava R$ 150 milhões e comprometia o calendário letivo da instituição. Na ocasião, ele reivindicava ainda recursos emergenciais para saldar compromissos com empresas terceirizadas de limpeza, manutenção e segurança.

Além de professores, estudantes e técnicos administrativos também estão em greve. Entre as pendências a serem resolvidas estão os planos de carreira dos professores, aumento da bolsa estudantil (de R$ 400 para R$ 556) e o passe livre estudantil intermodal e intermunicipal.

Outro empecilho é a falta de profissionais de limpeza — conforme a Uerj, a empresa responsável quebrou o contrato por falta de pagamento, um mês antes do fim do acordo. Uma licitação, segundo o reitor, teria de ser aberta. Os cerca de 500 funcionários demitidos estavam com até seis salários atrasados.

Segundo a presidente da Asduerj, Lia Rocha, a universidade não tem condições de funcionar. Ela diz diz que mesmo antes da greve iniciar em março, o estado não repassava o dinheiro do custeio, necessário para pagar conta de luz, de água e terceirizados. Hoje segundo, ele não há limpeza no campus e ascensoristas, entre outras coisas.

Para Lia Rocha, a reitoria só não adiou o vestibular antes, porque as inscrições já tinham sido efetuadas e o calendário divulgado. Porém, na sua opinião, a situação piorou nos últimos meses, tornando inviável a manutenção da data.

— Em junho, a gente ainda tinha as empresas terceirizadas. Agora, 500 trabalhadores foram mandados embora e nós estamos com o salário parcelado. Recebemos a segunda metade de maio. A situação piorou — afirmou Lia Rocha. — O governo tem obrigação com a universidade. É um serviço público que é oferecido. Não pode simplesmente fechar a universidade. O que está fazendo é um calote.

FONTE

Calendário

julho, 2019

Ordenar Opções

dom

seg

ter

qua

qui

sex

sab

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

qui11jul - 1agojul 1114:30ago 1PROVA DE BOLSA 01 de Agosto14:30 - (agosto 1) 18:40 Rua Condessa Amália nº 146Anglo Guarulhos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Fies: MEC divulga regras para financiamento estudantil do segundo semestre de 2019
Fies: MEC divulga regras para financiamento estudantil do segundo semestre de 2019.

Prazo de inscrição vai de 25 de junho a 1° de julho; resultado com a pré-seleção sai no dia 9 de julho. O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta sexta (31) as regras para o Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019. Os interessados em solicitar a ajuda devem se inscrever no site do […] [mais]

Fies do segundo semestre de 2019 abre inscrições nesta terça
Fies do segundo semestre de 2019 abre inscrições nesta terça.

Serão oferecidos 150 mil contratos, dos quais 50 mil terão juro zero, de acordo com o Ministério da Educação.   Começa nesta terça-feira (25) o período de inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019. O programa oferece financiamento para estudantes pagarem cursos de graduação em universidades privadas. O prazo para se […] [mais]

Sisu do 2º semestre abre as inscrições para selecionar estudantes para 59 mil vagas
Sisu do 2º semestre abre as inscrições para selecionar estudantes para 59 mil vagas.

De acordo com o Ministério da Educação, este é o maior número de vagas ofertado para o segundo semestre desde a criação do programa. Sistema usa notas do Enem para selecionar alunos que estudarão em universidades públicas.     O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o segundo semestre de 2019 abriu as inscrições para […] [mais]